Recuperar o Bloco de Esquerda *

O Bloco de Esquerda é um partido de novo tipo, altamente participado pelas bases e interveniente de forma activa nas lutas sociais e nas autarquias ou apenas um partido parlamentarista duma elite dita de esquerda, mas realmente elitista e desligado da vida real?

Para que o nosso partido responda realmente aos anseios populares muito tem de mudar, porque a deriva dirigista instalada na maioria da Mesa Nacional e nos comportamentos da maioria dos parlamentares, apesar da referência às lutas populares sem nelas se inserirem, da referência à democracia sem a praticar, tal como ocorreu na nomeação da deputada de Santarém contra a esmagadora votação dos militantes do distrito, na referência aos direitos dos trabalhadores sem os praticar, quando persegue os funcionários que não sejam simples controleiros acéfalos.

A maioria, dita social-democrata, abandonou lutas fundamentais da nossa sociedade à sua sorte e, incapaz de encontrar frentes amplas de luta, nas lutas contra a precariedade, contra a legislação laboral da troika, pela habitação digna, em todas as lutas dos trabalhadores e da CGTP, nas lutas ambientais, com todas as associações ambientalistas, sem chavões e baseadas no conhecimento científico, na luta do movimento feminista e contra todas as formas de violência, assume, numa postura sectária, o seu afastamento contra todos aqueles que não possam ser comandados pela direcção partidária.  

O sectarismo, característico das pequenas seitas partidárias, conduz ao abandono das lutas populares e ao surgimento duma classe de dirigentes burocráticos, especializada em se autossustentar nos cargos e nas remunerações de cúpula.

O Bloco de Esquerda deve reconstruir-se como um movimento de novo tipo, altamente participado e interveniente de forma activa nas lutas sociais e nas autarquias.

A reconstrução do nosso partido, necessária tão pouco tempo depois da sua criação, só pode surgir dum amplo movimento das bases que, tal como decorre no seio da Convergência, discuta amplamente todos os factos e movimentos populares. Os dirigentes deverão ser amovíveis em qualquer momento segundo decisão dos plenários distritais, aos quais devem submeter anualmente o balanço da sua actividade ou sempre que, reconhecidamente uma luta popular aconselhe que dirigentes reais dessa luta possam de melhor forma conduzir a luta política geral.

A actividade autárquica será de forma prioritária conduzida a nível local, sendo as grandes linhas globais definidas de forma centralizada, mas permitindo sempre alianças com partidos assumidamente de esquerda ou com independentes que assumam claramente a defesa do Estado social, a luta contra o racismo e a xenofobia, a defesa da luta dos trabalhadores e contra quaisquer descriminações e a defesa das vítimas de qualquer forma de violência.

* José Cardoso Moura

image-2

2 pensamentos sobre “Recuperar o Bloco de Esquerda *

  1. Penso que o Bloco de Esquerda não está encarando a organização do partido de forma eficiente e que não tem em devida conta as eleições para as autarquias.
    Quando em 2017 contactei o BE com vista a uma participação autárquica em Paços de Ferreira o Domingos Mendonça disse-me que tinha 2 aderentes em Paços de Ferreira. Ora em 2021 a situação não se alterou, o que quer dizer que não foi desenvolvido qualquer trabalho no sentido de implantar o Bloco no Concelho de Paços de Ferreira, onde para as legislativas o BE tem recolhido perto de 2 mil votos. As distritais e as concelhias deviam ter um grupo de contacto para fazer o trabalho de campo. É o que eu penso, mas nem sequer tenho direito a dar palpites, porque não gostei da maneira como fui tratado e resolvi abandonar o BE, a que desejo o maior sucesso.
    Floriano Silva

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.