A minha cor é a minha herança?

A manifestação anti-racista de dia 6 de Junho foi pródiga em slogans. Sobre a pertinência de muitos e o desajuste de alguns já se falou e escreveu. Ainda assim, teimo em reter um deles: “A minha cor é a minha herança”. A cor é a da pele, suponho. Assumindo essa leitura, a afirmação parece inquestionável. De tão natural. No entanto, está longe de o ser. … Continue a ler A minha cor é a minha herança?

Quase invisíveis

As escolas secundárias acabaram de reabrir. Muito se tem falado de professores e alunos, quase nada dos Auxiliares de Acção Educativa, vulgo, funcionários. Todavia, imagino que os últimos dias tenham sido para estes profissionais mais trabalhosos e cansativos. Afinal, são eles quem realizaram as operações materiais necessárias à reabertura das escolas. Da reconfiguração das salas à acomodação da logística. São a indispensável força de trabalho. Continue a ler Quase invisíveis

Na Escola dos Directores haverá lugar à esquerda?

Desde logo, porque o peso das autarquias no Conselho Geral é determinante e condiciona o voto das instituições suas subsidiárias. A municipalização já está instalada. Desconheço um Director que tenha sido eleito ao arrepio do poder autárquico. Ao invés, conheço quem tenha sido destituído por incompatibilidade com o partido hegemónico na localidade. A crescente dependência das escolas face aos municípios só virá acentuar esta politização, o Director será cada vez mais um cargo de nomeação política. De resto, a subserviência política do cargo pode ser, particularmente, notória em momentos de crise. Lembro-me sempre daquele Director, ex-assessor de um presidente de câmara de esquerda, substituído, no espaço duma tarde, por uma conselheira nacional de um partido de direita acabado de chegar ao governo. Continue a ler Na Escola dos Directores haverá lugar à esquerda?

Pandemia: o lado do avesso – por Luís Pereira

Face a uma escola pública que não tem recursos informáticos adequados, são os professores quem a partir de suas casas, com os seus próprios recursos, tentam levantar a rede de contacto com os seus alunos. Procuram ferramentas adequadas, com tacto vão explorando possibilidades, e cooperando. Continue a ler Pandemia: o lado do avesso – por Luís Pereira