A (des)memória do tempo e a disputa política – por João Madeira*

Em tempos recentes têm-se multiplicado os espaços de evocação biográfica e memorialística de gerações de antifascistas, que com generosidade e voluntarismo enfrentaram a perseguição política, a prisão e a tortura, sacrificando empregos, saúde, relações familiares e inclusivamente a própria vida. São experiências vividas na primeira pessoa que é preciso valorizar e publicitar, em nome da nossa memória colectiva, não só para que não se esqueça, … Continue a ler A (des)memória do tempo e a disputa política – por João Madeira*