Adolescer em segurança: Por um cuidado de saúde sexualmente inclusivo

A incorporação nos serviços de saúde das necessidades de saúde da população LGBTQIA+, a integração da identidade e família LGBTQIA+ nas principais políticas de saúde e educação são essenciais para um quadro de serviços públicos de saúde e educação verdadeiramente inclusivos. Continue a ler Adolescer em segurança: Por um cuidado de saúde sexualmente inclusivo

NORTE DO ALENTEJO, UM REGRESSO AO PASSADO? *

O candidato presidencial do bloco central PS-PSD-CDS (neoliberal) ganhou com toda a naturalidade no distrito de Portalegre (55,71%), exceção foi a freguesia de S. Vicente e Ventosa, no concelho de Elvas, onde o candidato vencedor foi o Ventura. O candidato presidencial da extrema direita (neofascista) André Ventura obteve uma média distrital de 20.04% dos votos; os quatros concelhos onde obteve maior votação foram: Monforte (31,41%), … Continue a ler NORTE DO ALENTEJO, UM REGRESSO AO PASSADO? *

Nas malhas do capitalismo… *

O gigante tecnológico Amazon ilustra perfeitamente o que são as malhas do capitalismo global. Têm sido revelados os lucros astronómicos desta multinacional, com receitas líquidas, só na Europa, de 44 mil milhões de euros, mais 30% do que no ano anterior, a provar que a pandemia não é um mal para todos. Mas quando a empresa-mãe, sediada no Luxemburgo, apresentou o balanço financeiro de 2020 … Continue a ler Nas malhas do capitalismo… *

Mesa Nacional – Moção A insiste na desvalorização da intervenção local e autárquica

As Autárquicas são o próximo combate eleitoral que iremos enfrentar. Um combate com especificidades e dificuldades próprias que não devemos escamotear, mas sobretudo um momento ímpar para enraizar o Bloco no território, de contacto com as populações e os seus problemas concretos, um momento para afirmar uma agenda que responda à crise social e ecológica a nível local. Não foi compreendida a importância destas eleições, … Continue a ler Mesa Nacional – Moção A insiste na desvalorização da intervenção local e autárquica

A Mulher do leme *

Pela primeira vez, na Madeira, uma Mulher é eleita líder de um partido. Com efeito, a IX Convenção Regional do BE Madeira, ocorrida neste fim-de-semana, indicou Dina Letra como Coordenadora Regional do partido, indicação essa que apenas necessita ser ratificada pela nova Comissão Política Regional dos bloquistas madeirenses. Conheço a Dina desde antes da fundação do BE na Madeira, estando ela entre os primeiros militantes … Continue a ler A Mulher do leme *

À pluralidade da XII Convenção Nacional a maioria responde com mais asfixia à democracia

A XII Convenção Nacional do Bloco de Esquerda que elegeu a atual Mesa Nacional (MN) definiu uma nova pluralidade dentro do partido, com a Moção E a obter uma representatividade de 21% neste órgão. Esta foi a vontade expressa pela assembleia magna do Bloco de Esquerda. No dia 29 de maio decorreu a primeira reunião da nova MN, com uma ordem de trabalhos que incluiu, … Continue a ler À pluralidade da XII Convenção Nacional a maioria responde com mais asfixia à democracia

E agora, BE Madeira?

No passado sábado, 29 de Maio, a Mesa Nacional debateu dois temas urgentes e importantes relacionados com a Região Autónoma da Madeira. Um de natureza da organização e democracia interna do partido, o outro sobre o acordo político de coligação para as próximas autárquicas. A questão interna prende-se, no essencial, com uma violação estatutária, cometida pela Coordenadora Regional, no Regulamento Eleitoral para a Convenção antecipada … Continue a ler E agora, BE Madeira?

Deriva autoritária II – A Estatização da Verdade *

1. Em finais de Abril, o governo publicou o PRR com a lista dos investimentos detalhados que irão chover sobre empresas e empresários nos próximos anos – para recuperar o país, diz o governo, mas, na verdade e segundo a lógica mais elementar, para recuperar as empresas e seus donos – de acordo com a “lógica” de que dar muito dinheiro a ganhar aos ricos … Continue a ler Deriva autoritária II – A Estatização da Verdade *

Deriva autoritária I (SEF) – O direito à greve fica proibido se não der jeito à “retoma”? *

Todos se lembrarão de que o primeiro estado de emergência incluía medidas de restrição grave do direito à greve, que serviram para esmagar as greves dos estivadores e dos enfermeiros. Entretanto, o governo decidiu que já não é preciso decretar o estado de emergência para proibir greves. O sindicato dos inspectores do SEF marcou um ciclo de greves para o mês de Junho, para protestar … Continue a ler Deriva autoritária I (SEF) – O direito à greve fica proibido se não der jeito à “retoma”? *

Texto base da Intervenção de Mário Tomé na Mesa Nacional de dia 29 de maio

A composição da Mesa na sua pluralidade é uma garantia de debates vivos e produtivos que certamente terão repercussão na afirmação do Bloco como força empenhada na dinamização do movimento social, particularmente no apoio às lutas dos trabalhadores contra o desemprego e na afirmação e imposição real dos seus direitos. Pena é que na aprovação do regulamento da Mesa as propostas de reforço da participação … Continue a ler Texto base da Intervenção de Mário Tomé na Mesa Nacional de dia 29 de maio