Entrevista exclusiva à Convergência do dirigente do MST José Neto

José Neto aborda aspetos históricos do capitalismo brasileiro, como o latifúndio, bem como a estrutura de funcionamento do MST. A entrevista aborda ainda a situação atual do Brasil. José Neto aponta caminhos para uma reconexão com a natureza, a produção e o consumo de forma equilibrada e numa perspetiva holística.

Um pensamento sobre “Entrevista exclusiva à Convergência do dirigente do MST José Neto

  1. Infelizmente os governos do PT não mexeram na estrutura fundiária e tiraram muita gente da miséria baseada no consumo, não na estrutura da produção ou dos meios de produção. Lula costumava dizer que nunca os bancos (e os latifundiários) tinham tido lucros tão elevados como com sua gestão… o que d+a bem noção do engodo em que se meteu. E estão aí alguns resultados. Em 13 anos de Amazónia e 18 no total no Brasil, andei por vários acampamentos (antes do Assentamento) a situação dos acampamentos é muito mais violenta e o nível de organização dos saberes é muito mais precária que o relatado. O Neto cometeu algumas imprecisões, mas não retira nada à riqueza de seu relato. A escola é muitas vezes a primeira construção coletiva de cada ocupação… e o método é freiriano…eu diria que se contam pelos dedos os assentados que estão em ensino de alternância com Cuba, mas talvez a realidade que conheço seja a da luta inicial… no entanto, muito interessante.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.