Frida Kahlo: o seu legado está vivo e continua a inspirar-nos pela coragem de nunca desistir

Magdalena Carmen Frida Kahlo Calderón, mundialmente conhecida como Frida Kahlo, nasceu em 6 de julho de 1907, em Coyoacán, no México. Com uma vida marcada pela dor, sofrimento, paixões e perseverança nas suas causas, Frida Kahlo levou ao mundo as cores vibrantes e a energia do povo mexicano.

As duas Fridas (1939)
“As duas Fridas” (1939)

Aos 6 anos, Frida teve poliomielite, doença que a deixou com sequelas numa das pernas. Foi na infância que o interesse pelas artes surge num período marcado pela Revolução Mexicana. Frida dizia-se “filha da revolução” e da efervescência cultural ligada aos movimentos populares.

O momento crucial para a vida e a arte de Frida surge dramaticamente quando tinha 18 anos. Um grave acidente com o autocarro em que viajava, deixou-a imobilizada por muito tempo e obrigou-a a mais de 30 cirurgias para procurar obter alguma recuperação. Frida encontrou na pintura a melhor forma de ocupação e de expressão dos seus sentimentos, do seu posicionamento político e da sua coragem para enfrentar as dificuldades.

Após retomar os movimentos do corpo, Frida decidiu mostrar as suas pinturas a Diego Rivera, um já famoso pintor mexicano. Frida e Diego casaram-se quando ela tinha 21 anos e ele 41. A sua relação afetiva era intensa também no compromisso político revolucionário. Ambos fizeram parte do Partido Comunista Mexicano. Divorciaram-se, período em que se focou na pintura, e acabaram por se casar novamente, permanecendo juntos até o fim da vida de Frida (julho 1954).

Frida Kahlo e Diego Rivera

A exposição na pintura da sua vulnerabilidade física em contraponto com sua força como mulher, da persistência que teve na luta contra as dores, as dificuldades no relacionamento com Rivera, a tristeza de não ter podido ser mãe, a denúncia dos femicídios e as questões íntimas femininas são motivos que levaram à identificação de mulheres de todo o mundo com as suas causas e chamaram a atenção dos movimentos feministas. O seu caracter insubmisso e a coragem de nunca desistir, apesar do sofrimento, continuam a ser uma inspiração e mantém vivo o seu legado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.